Chris Miller e Phil Lord revelam por que deixaram filme do Han Solo

Chris Miller e Phil Lord revelaram, durante participação no Vulture Festival, o motivo pelo qual deixaram a direção de Solo - A Star Wars Story (via Indie Wire). "A experiência de filmar o lon[...]

Novas imagens divulgadas abrem mais espaço para teorias

Faltando menos de um mês para o lançamento de Star Wars: Os Últimos Jedi, a Entertainment Weekly divulgou as capas da nova edição da revista, que contêm detalhes inéditos sobre o longa, e image[...]

Star Wars: Battlefront II vende 60% menos cópias físicas do que o anterior no Reino Unido

A polêmica envolvendo Star Wars: Battlefront II parece ter atingido cheio sua performance comercial. O jogo vendeu 60% menos cópias físicas do que o anterior no Reino Unido, de acordo com informa[...]

Star Wars é o tema da nova coletânea Clássicos do Cinema da Turma da Mônica

A Panini lança este mês no Brasil mais uma edição de Turma da Mônica: Clássicos do Cinema, publicação que reúne paródias da trilogia original de Star Wars: Coelhada nas Estrelas, O Feio Cont[...]

Adam Driver revela que Kylo Ren admira o poder de Rey

Em entrevista à EW, Adam Driver falou sobre Star Wars: Os Últimos Jedi e revelou que Kylo Ren sente uma certa admiração pelo poder de Rey: “Ele ficou ciente de suas habilidades muito cedo, e n[...]

Lucasfilm apoia fãs em controvérsia de Star Wars: Battlefront II

A Lucasfilm também se posicionou sobre todo o caso envolvendo as polêmicas microtransações de Star Wars: Battlefront II. Segundo o jornal Washington Post, o estúdio apoiou a decisão da EA em[...]

Chris Miller e Phil Lord revelam por que deixaram filme do Han Solo

Chris Miller e Phil Lord revelam por que deixaram filme do Han Solo

21/11/2017

Chris Miller e Phil Lord revelaram, durante participação no Vulture Festival, o motivo pelo qual deixaram a direção de Solo - A Star Wars Story (via Indie Wire). "A experiência de filmar o longa foi maravilhosa. Sobre nossa saída do projeto, todo mundo foi com boas intenções e nossa abordagem era realmente diferente da deles... A lacuna era grande demais. Algumas vezes, as pessoas terminam e é triste. Aprendemos muito com nossos colaboradores, temos muito orgulho do nosso trabalho e esperamos o melhor para todos", afirmou Lord.   Fonte: Omelete

Star Wars: Battlefront II vende 60% menos cópias físicas do que o anterior no Reino Unido

Star Wars: Battlefront II vende 60% menos cópias físicas do que o anterior no Reino Unido

21/11/2017

A polêmica envolvendo Star Wars: Battlefront II parece ter atingido cheio sua performance comercial. O jogo vendeu 60% menos cópias físicas do que o anterior no Reino Unido, de acordo com informações do Eurogamer. Embora não se possa afirmar com exatidão que a polêmica afetou as vendas, certamente podemos imaginar que a publicidade negativa do caso, que teria deixado alarmada a Disney, dona da marca Star Wars, pode ter afetado o desempenho de Battlefront II em seus primeiros dias. Os dados vêm da empresa Chart-Track, que não conta as vendas em cópias digitais. Este é outro fator que pode ter corroborado para uma queda tão expressiva na venda das cópias físicas. Entenda o caso Toda a polêmica começou quando os jogadores descobriram que era necessária uma média de 40 horas para desbloquear os heróis mais icônicos de Star Wars, como Luke Skywalker e Darth Vader — mesmo com as edições mais "completas" do game. A reação foi incrivelmente negativa pela comunidade, resultando no tópico mais negativo registrado no Reddit. Logo após, a EA anunciou que os preços dos heróis seriam reduzidos em 75%. O caso também levantou suspeitas sobre as práticas de produtoras em mexer em sistemas de progressão do jogo de modo a induzir os jogadores a adquirirem mais itens por meio de microtransações. Na Bélgica, a comissão responsável por jogos já disse que vai investigar Battlefront II para determinar se suas microtransações configuram práticas de um jogo de azar. Diante da repercussão negativa, a EA retirou temporariamente as microtransações do jogo. Star Wars: Battlefront II está disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC. Fonte: The Enemy

Star Wars é o tema da nova coletânea Clássicos do Cinema da Turma da Mônica

Star Wars é o tema da nova coletânea Clássicos do Cinema da Turma da Mônica

21/11/2017

A Panini lança este mês no Brasil mais uma edição de Turma da Mônica: Clássicos do Cinema, publicação que reúne paródias da trilogia original de Star Wars: Coelhada nas Estrelas, O Feio Contra-Ataca e O Retorno de Jedito. Vingadores, Senhor dos Anéis, Piratas do Caribe são apenas algumas das grandes produções das telonas que  ganharam uma versão especial da Turma da Mônica. O título Clássicos do Cinema é publicado pela Panini há dez anos e já conta mais de 50 edições. Fonte: Omelete

Lucasfilm apoia fãs em controvérsia de Star Wars: Battlefront II

Lucasfilm apoia fãs em controvérsia de Star Wars: Battlefront II

21/11/2017

A Lucasfilm também se posicionou sobre todo o caso envolvendo as polêmicas microtransações de Star Wars: Battlefront II. Segundo o jornal Washington Post, o estúdio apoiou a decisão da EA em desativar temporariamente as compras por dinheiro porque os fãs são a parte vital da franquia Star Wars. "Star Wars sempre foi sobre os fãs — seja 'Battlefront' ou outra experiência, eles sempre vêm primeiro", explicou um dos representantes da empresa ao jornal. "Por isso nós damos suporte à decisão da EA em remover temporariamente os pagamentos dentro do jogo para solucionar as preocupações dos fãs", completa. O caso começou há alguns dias quando os fãs descobriram que o desbloqueio de personagens fortes como Luke Skywalker e Darth Vader levariam mais de 40 horas dentro do jogo. O assunto resultou no tópico com mais reações negativas já registrado no Reddit, posteriormente levando a EA em reduzir o preço em 75% dos principais heróis e até desativar temporariamente a compra por cristais. Segundo outro jornal, a empresa também recebeu pressão da própria Disney. Fonte: The Enemy

EA retirou microtransações de Star Wars: Battlefront II por pressão da Disney, diz jornal

EA retirou microtransações de Star Wars: Battlefront II por pressão da Disney, diz jornal

21/11/2017

A EA retirou temporariamente as microtransações de Star Wars: Battlefront II após muitas reclamações, mas a decisão pode ter sido tomada por pressão da Disney, detentora da marca Star Wars. De acordo com reportagens do Wall Street Journal e do site VentureBeat, a Disney teria ficado preocupada com a repercussão negativa do caso para a marca Star Wars como um todo, o que teria levado o chefe de produtos de consumo e mídia interativa da empresa, Jimmy Pitaro, a entrar em contato com a EA e promover mudanças. O site MP1st diz que a Disney teria ficado ainda mais preocupada com a demora da EA em tomar medidas sobre as reclamações e poderia até mesmo rever o contrato de exclusividade que a publisher tem para produzir os jogos de Star Wars. A EA desativou as microtransações de Battlefront II na última quinta-feira (16), tirando a possibilidade de adquirir cristais, usados para comprar heróis e outros itens dentro do jogo. Toda a polêmica começou quando os jogadores descobriram que era necessária uma média de 40 horas para desbloquear os heróis mais icônicos de Star Wars, como Luke Skywalker e Darth Vader — mesmo com as edições mais "completas" do game. A reação foi incrivelmente negativa pela comunidade, resultando no tópico mais negativo registrado no Reddit. Logo após, a EA anunciou que os preços dos heróis seriam reduzidos em 75%. O caso também levantou suspeitas sobre as práticas de produtoras em mexer em sistemas de progressão do jogo de modo a induzir os jogadores a adquirirem mais itens por meio de microtransações. Na Bélgica, a comissão responsável por jogos já disse que vai investigar Battlefront II para determinar se suas microtransações configuram práticas de um jogo de azar. Fonte: The Enemy

Após polêmica, EA remove microtransações de Star Wars Battlefront II

Após polêmica, EA remove microtransações de Star Wars Battlefront II

17/11/2017

Na noite desta quinta-feira (16), véspera do lançamento de Star Wars Battlefront II, a Electronic Arts anunciou que desligou todas as compras internas do jogo, após as polêmicas envolvendo microtransações que repercutiram desde a fase beta. É importante notar que o comunicado afirma que esta é uma mudança temporária até que a publicadora e a desenvolvedora, DICE, possam reanalisar o estado do jogo e modificá-lo para que comporte a mecânica de forma justa. Em outras palavras, as microtransações voltarão no futuro. Com isso, será impossível adquirir cristais no jogo por tempo indeterminado. Por enquanto, todos os itens só poderão ser obtidos jogando partidas e acumulando os créditos virtuais do título. https://twitter.com/EAStarWars/status/931332890717143040 Conforme nos aproximamos do lançamento mundial, está claro que muitos de vocês sentem que ainda há desafios no design. Nós ouvimos as preocupações sobre potencialmente dar aos jogadores vantagens injustas. E nós ouvimos que isso está atrapalhando o que poderia ser um ótimo jogo. Esta nunca foi nossa intenção. Sentimos muito que não fizemos do jeito certo. Nós ouvimos vocês, então estamos desligando todas as compras internas do jogo. Nós agra vamos gastar mais tempo ouvindo, ajustando, balanceando e melhorando. Isso significa que a opção de comprar cristais no jogo está off-line e toda a progressão poderá ser obtida por gameplay. A habilidade de comprar cristais no jogo será disponibilizada no futuro, apenas depois que fizermos mudanças no jogo. Vamos compartilhar mais detalhes conforme trabalhamos nisso. – Oskar Gabrielson, Gerente Geral da DICE A polêmica das microtransações em Battlefront II envolviam o fato de que jogadores que compravam cristais poderiam ter acesso a personagens e melhorias que desequilibravam o jogo. Enquanto isso, aqueles que queriam desbloquear apenas com gameplay precisariam gastar um tempo exagerado para garantir um único herói. Apenas Darth Vader, por exemplo, exigiria cerca de 40 horas contínuas para ser desbloqueado. Nesta semana, a EA e a DICE abaixaram em 75% o valor necessário para desbloquear certos heróis, mas diminuiu as recompensas que o jogador recebe nos diferentes modos, o que se mostrou uma péssima solução na visão dos jogadores. Fonte: Jovem Nerd

Darth Nihilus

Darth Nihilus

26/10/2017

Durante os acontecimentos da ativação do gerador de massa sombria em Malachor V, surge o temido Lorde Sith, Darth Nihilus... Nihilus nasceu em 4.002 ABY no planeta Miraluka, seu passado antes das guerras mandalorianas é um completo mistério, Nihilus sobreviveu a ativação da super-arma, mas como consequência, ele passou a ter uma fome insáciavel, em que a cada momento seu corpo era consumido até virar um distúrbio na força. Durante seus momentos de dor e agonia, Nihilus foi encontrado por Darth Traya (antes uma Jedi chamada Kreia, agora uma Lorde Sith) que lhe deu uma proposta de que iria saciar sua fome desde que Nihilus se tornasse seu aprendiz, o que claramente aconteceu, com isso, Traya levou Nihilus a Academia Trayus (que se situava no mesmo local de sofrimento de Nihilus, Malachor V), lá ele treinou e por muitos dias prestava fidelidade a Traya, junto de Darth Traya e Darth Sion (um lorde sith com a pele putrefata e fragmentada) formaram o Triunvirato Sith, com o passar dos anos Darth Nihilus se tornava cada vez mais poderoso e faminto, capaz até de sugar a energia vital de planetas, seu poder ficava cada vez mais imponente, mas, seu corpo estava se enfraquecendo, assim, Nihilus usou seu poder para transferir sua alma para sua máscara, depois de vários dias mostrando poder total, Nihilus e Sion decidiram desafiar Traya a um Duelo, Sion enfraqueceu Traya e Nihilus sugou sua energia, assim cortando o vínculo de Traya com seus aprendizes e a exilando. Após isso, Nihilus e Sion tomaram atitudes desenfreadas, iniciando um expurgo Jedi, Nihilus usou o Destroyer Ravager e os Ex-seguidores de Traya, assim iniciou-se uma quase extinção da Ordem Jedi (perdendo apenas para a Ordem 66 em questões de impacto), os Jedi restantes se reuniram em Katarr, Nihilus sentiu isso e foi até lá, como um turbilhão da força, Nihilus matou todos os Jedi de Katarr, sobrando apenas uma Jedi, chamada Visas Marr, ele a tomou como aprendiz e a levou para o Ravager, ela acordou e se aproximou de Nihilus sentindo sua força sombria, assim, ela perguntou o porque de Nihilus não matar ela, ele então mostrou seus ideais e Visas acabou concordando, Nihilus adquiriu uma fiel aprendiz. Nos confins da Galáxia, Traya (agora voltando a adotar seu nome, Kreia) planejava sua vingança contra Nihilus, ela então encontrou Meetra Surik (uma Jedi exilada por ajudar Revan nas guerras mandalorianas) Kreia convenceu Meetra a derrotar Nihilus, enquanto isso, a República reconheceu Nihilus como uma ameaça, então, eles se aliaram aos Mandalorianos para deter Nihilus. Nihilus sentiu uma perturbação na força, ele pediu que Visas fosse para o local de origem dessa perturbação, ela acabou encontrando Meetra, elas duelaram e Visas é derrotada, Meetra convence Visas de que os ideais de Nihilus eram errados e ela se junta a Meetra para derrotá-lo. A República e os Mandalorianos planejam destruir Nihilus, com isso eles espalham a notícia de que em Telos existe um grupo de Jedi, ao saber desta notícia, Nihilus move o Ravager até Telos e então é surpreendido por uma imensa frota, enquanto a batalha espacial acontecia, o Ravager foi invadido por Meetra e Visas, Nihilus encontra elas e  inicia um intenso duelo, o terrível Darth Nihilus é morto por Meetra Surik. A história de Darth Nihilus, o senhor da fome, é agora legends.